sábado, 15 de fevereiro de 2014

De volta...

Nesse dia tornei-me frígida. Procurava mas não conseguia ter prazer. Saí à noite, paguei a prostitutas e prostitutos, procurei sexo em todo o lado, masturbei-me incessantemente, mas nada…

Tudo se tinha esvaído naquela família.

Perdi o interesse por tudo, incluindo pelo trabalho e acabei por ser despedida.

Fiquei uma semana fechada em casa, a beber, fumar charros e a pensar pôr fim à minha vida.

A dada altura, enquanto navegava na net, deparei-me com o site de acompanhantes de luxo e recordei-me dos programas que tinha feito durante os tempos da faculdade. Embriagada pelo álcool e pela droga, viagem até esses tempos e sou capaz de jurar que recordei cada cliente. Instintivamente, as minhas mãos tornaram-se nas mãos daqueles que me possuíam e a minha pele voltou a ganhar vida. Conseguia ver-me entregue a eles, de pernas abertas, de quatro, montada, de joelhos, a chupar, a lamber… a foder. Via o seu êxtase quando se vinham, a frustração quando não conseguiam, o espanto perante o meu corpo nú. E senti correr dentro de mim a seiva de que há muito sentia falta.

O meu corpo aquecia e agora imaginava-me tomada por todos eles ao mesmo tempo. As bocas, as mãos, os pénis. Sentia os meus mamilos tão erectos que pareciam querer ejacular; sentia o meu suco deslizar para o ânus e sentia o ânus ser penetrado sem piedade; sentia a minha cona devorada por bocas famintas e penetrada por grossos caralhos. Chorava de dor. Chorava de prazer. Chorava com vontade der ter mais e mais… um orgasmo, um grito, um espasmo e depois mais outro, mais outro, mais outro…

Acordei horas mais tarde, transpirada em suor e suco vaginal. Faltava-me o sémen. Estava nua, no chão, com um charro apagado de um lado e um copo de whiskey vazio do outro… a garrafa, essa, tinha rolado para debaixo de um móvel.


Ri. Ri às gargalhadas. Voltei a tocar-me e rapidamente tive um novo orgasmo. O meu corpo estava de volta!

12 comentários:

  1. Há muito que acompanho o teu blog,escreves muito bem, contos interessantes. Este penso que é um inicio de que vem ai mais. Tens uma desvantagem no teu blog, que o tempo que demoras a escrever um novo conto, não devias demorar tanto, é pena que assim possas perder leitores, eu não sou assiduo, mas outros talvez deixem de ler o teu blog. Aceita isto como um concelho
    Felicidades e beijinhos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei que sim... e peço desculpa... Mas se não escrevo com mais regularidade, é porque não posso mesmo.

      E, sim, é o princípio de algo...

      Beijinhos,

      Marta

      Eliminar
  2. Eu compreendo, e fico há espera de mais um conto interessante :)
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  3. Bem.Vinda de volta.Escrita espontanea e compulsiva. Nao estiveste mal nao senhora.
    Ah sim,sou o Vampiro so mudei para um nome mais...humano.
    Embora entenda o desgaste e a falta de tempo,os intervalos por vezes realemtne sao tao longos,entre casa conto,que quase pensei que tinha acabado.
    Beijo...e ainda bem que voltaste.

    ResponderEliminar
  4. Blog Espetacular antes de mais.
    Tenho este website http://portugal.maf-tv.com/
    Adorava que partilhasse as suas histórias lá, teria imenso prazer.
    Espero que aceite o convite.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo convite! Verei o site com todo o gosto :)

      Eliminar
  5. Marta, és uma gaja boa? xD

    ResponderEliminar
  6. ah, finalmente de volta, martinha, confesso que já tinha saudades. eu não mudei de nome, como o vampiro, mas continuo fiel ;)
    beijo bom e boas inspirações... e transpirações

    homo erectus

    ResponderEliminar